sexta-feira, 5 de novembro de 2010

MINHOCA POLÍTICA


Confesso que é tudo muito difícil de entender na minha cidade. É sobretudo difícil entender o silêncio. Primeiro o silêncio dos que pensam e sabem mas que não querem dizer - medo? Depois o silêncio dos "faladores", o silêncio de todos aqueles que vão teorizando política e economicamente, que conhecem todos os segredos e todas as soluções e que conhecem todos os culpados, quando estes estão longe, é claro, mas que calam o que vai aqui por casa.

Vejamos alguns exemplos. Olhe-se para duas empresas municipais:  "Turismo de Coimbra" e "Águas de Coimbra". Reflicta-se sobre a génese da sua criação, os sábios argumentos que a sustentaram  e olhe-se para os resultados. Vejam-se os custos/beneficio para Coimbra que a sua criação e funcionamento implicam  e depois contabilizem-se os encargos já suportados, com os nossos impostos, em administrações, assessores, marketing, etc., etc., etc.

Um terceiro exemplo é o do "Metro Mondego". Quando se lê o valor do vencimento dos membros do Conselho de Administração e as viaturas que foram adquiridas para o seu serviço ficasse siderado e arrepiado.

Seja lá quem for, venham lá que argumentos vierem, há quem se sinta insultado nesta terra com estas coisas. Mais, há quem se sinta insultado com os comentários, as opiniões  e os superiores entendimentos sobre a situação económica do país de alguns dos protagonistas criadores e usufrutuários directos das benesses dadas "naquelas coisas".

Perante tudo isto seria pedagógico que, aqueles que criticam tudo o que se passa para lá da ponte, fossem capazes de explicar o seu silêncio sobre o que se passa intramuros.

Depois, porque há por aqui uma enorme hipocrisia e cobardia não se queixem  de que Coimbra seja vista como uma minhoca política.

2 comentários:

  1. Não sabes do que falas... mais valia estares calado.

    ResponderEliminar
  2. comentários censurados!? lol

    ResponderEliminar